Page 1

Em 1946, o Secovi-SP deu os primeiros passos para o futuro do mercado imobiliário. 70 anos depois, continuamos transformando ruas em caminhos, prédios em negócios, habitações em lares.

Conheça marcos da nossa história.

1946

1946

Criada a Associação Profissional das Empresas de Compra e Venda de Imóveis, o embrião do Secovi-SP.

As empresas que fundaram o Secovi-SP entraram para a história do processo de desenvolvimento urbano da cidade, levando luz onde havia lampiões, água tratada e esgoto onde havia poços e fossas, telefones onde havia isolamento, calçamento onde era barro puro e meio de transporte para facilitar a vida dos novos moradores.

1950

A Associação Profissional das Empresas de Compra e Venda de Imóveis de São Paulo é transformada no Sindicato das Empresas de Compra e Venda de Imóveis de São Paulo

Uma entidade focada no processo de desenvolvimento urbano (loteamento), na construção e em tudo o que diz respeito à habitação, acompanhando a evolução urbanística da cidade.

1964

1964 (2)

Com BNH (Banco Nacional da Habitação) e SFH (Sistema Financeiro da Habitação), Secovi-SP torna-se interlocutor do setor imobiliário

É nesse ano que nasce a política habitacional do País, facilitando a compra e  o financiamento de moradias. Naquele mesmo ano, surgiram o Banco Nacional da Habitação (BNH) e o Sistema Financeiro da Habitação (SFH), com a finalidade de destinar empréstimos para aquisição da casa própria.

1964

1964

Surgimento da Lei 4.591/64

Com a lei que regulamenta a incorporação imobiliária e os condomínios, a atuação do Secovi-SP ganha mais relevância.

1971

1971

O Secovi-SP participa do primeiro Plano Diretor da cidade de São Paulo

Para isso, convidou profissionais de outros setores, como arquitetos, engenheiros e demais partes interessadas na questão do zoneamento.

1972

1972

Lei de Zoneamento: Secovi-SP defende condições para atender demanda da sociedade

Legislação define o tipo de edificação a ser construída em cada local; residencial, comercial, número de andares etc.

1981

O Secovi-SP intensifica sua atuação no interior, com o primeiro escritório regional

Hoje são 8: ABC, Baixada Santista, Bauru, Campinas, Jundiaí, Região Metropolitana do Vale do Paraíba, São José do Rio Preto e Sorocaba.

1982

1982

Publicada a 1ª Pesquisa Secovi do Mercado Imobiliário Residencial, termômetro do setor

Mensalmente, o Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP acompanha o desempenho do mercado residências novas na capital paulista e na Região Metropolitana de São Paulo. Incorporadoras informam o número de vendidas, ofertadas e distratadas e o preço médio das unidades.

1985

1985

Publicação do decálogo Procon/Secovi-SP

Em conjunto com o Procon-SP, documento apresenta dez normas que orientam a sociedade quanto a cuidados na compra de comprar imóveis.

1988

Nova Constituição Federal recebe propostas do Secovi-SP

O sindicato participou ativamente enviando sugestões para o desenvolvimento urbano, as quais passaram a integrar a recém-formada Constituição Brasileira.

1990

1990

Fundação da Associação Paulista do Projeto Ampliar

Um dos primeiros programas de responsabilidade social do setor imobiliário, o Ampliar oferece cursos de capacitação para adolescentes em situação de risco. Desde o início de suas atividades, já formou 50 mil alunos, e em 2016, conquistou o Prêmio CBIC de Responsabilidade Social.

1991

1991

Atuação do Secovi-SP é decisiva para a nova Lei do Inquilinato

Antes, o inquilino só deixava o imóvel residencial por falta de pagamento do aluguel ou a pedido do proprietário para uso pessoal. Agora, os contratos de locação possuem começo e fim, com duração de 30 meses, podendo ser renovados conforme entendimento entre as partes. Mais segurança para ambos.

1991

1991 (2)

Secovi-SP propõe e prefeito de São Paulo faz o Projeto Cingapura

Com o objetivo de oferecer moradia digna para a população residente em favelas, o projeto englobava uma série de benfeitorias na região e permitia a conquista da casa própria.

1994

1994

Secovi-SP e Fiabci/Brasil criam o Master Imobiliário, o primeiro prêmio nacional do setor

Anualmente, o Prêmio Master reconhece e valoriza empresas e profissionais que se destacam pela excelência no atendimento das necessidades imobiliárias da população. Ainda, incentiva o aprimoramento e a modernização do segmento.

1997

Proposto pelo Secovi-SP, SFI (Sistema de Financiamento Imobiliário) é nova fonte de recursos para o setor

Para suprir as carências do SFH, novo sistema tornou o crédito imobiliário mais flexível ao seguir as condições de mercado, sem subsídio, incentivo ou interferência governamental. Uma fonte alternativa  de recursos para o financiamento, captados entre grandes investidores institucionais, como fundos de pensão e bancos de investimento.

1998

O Secovi-SP é o primeiro sindicato patronal a receber o Certificado ISO-9001

Com o objetivo de melhorar os produtos e serviços prestados, incluindo eventos técnicos e publicações, atendimento aos associados e pesquisas econômicas, o Secovi-SP garantiu a obtenção da certificação de qualidade.

2000

2000

Nova sede do Secovi-SP abre espaço para mais realizações

Com moderno e amplo edifício, entidade intensifica suas atividades, promove mais eventos e melhora as condições de atendimento aos associados.

2001

Secovi-SP lança o Icon – Índice de Custos Condominiais

Para acompanhar a evolução dos custos das taxas em condomínios residenciais situados na Região Metropolitana de São Paulo, o índice, calculado pelo Secovi-SP, é um exemplo de excelência em estatística.

2001

2001 (2)

O Secovi-SP participa da concepção do Estatuto da Cidade

A Lei 10.257 oferece diretrizes para disciplinar o crescimento dos municípios de maneira ordenada. Capitais e grandes cidades são obrigadas a instituir seus Planos Diretores, dentro de diretrizes e conceitos ali estabelecidos.

2001

2001

Universidade Secovi, pioneira no mercado imobiliário

Reconhecida por seu pioneirismo e excelência, a Universidade Secovi nasceu com o compromisso de capacitar profissionais de toda a cadeia imobiliária.

Em todos esses anos, formou mais de 20 mil profissionais, de zeladores a administradores e engenheiros, por meio de diversos cursos presenciais e EAD.

2002

2002

O Secovi-SP defende setor e sociedade em mais um Plano Diretor Estratégico

Um dos primeiros do País a regulamentar os novos instrumentos criados pelo Estatuto da Cidade, visava a garantir a função social da propriedade e um processo participativo de planejamento urbano da maior cidade brasileira.

2003

2003

Nasce a Convenção Secovi

Compromisso anual obrigatório na agenda dos profissionais do setor imobiliário, o evento tem a proposta de promover o intercâmbio de informações, conhecimento,  debates e networking.

2004

Lei nº 10.931/04: Patrimônio de afetação

Conquista do Secovi-SP, ao lado de entidades congêneres, essa moderna legislação traz maior segurança a compradores, investidores, incorporadores e financiadores de de imóveis.

2004

Elaboração da Lei 10.931/04 – Medida Provisória do Bem

A lei surgiu com o propósito de equilibrar as relações entre incorporador e adquirente.

2009

2009-pacto

Secovi-SP signatário do Pacto Global da ONU

O Sindicato afirma seu compromisso com a ética, o respeito aos direitos humanos e aos bons princípios que devem reger as relações de trabalho tornando-se signatário da iniciativa da ONU que incentiva a aplicação de políticas de responsabilidade social corporativa e sustentabilidade.

2009

 

2009-2

Secovi-SP contribui para implantação do Minha Casa, Minha Vida

Maior programa de combate ao déficit habitacional da história do País, iniciativa garantiu acesso à moradia digna à milhões de famílias, em especial as de menor renda, além de dinamizar a economia com geração de empregos diretos e indiretos.

2011

Indicadores sustentáveis

Secovi-SP e Fundação Dom Cabral publicam os Indicadores de Sustentabilidade no Desenvolvimento Imobiliário Urbano, uma ferramenta importante para induzir práticas sustentáveis e mensurá-las, avaliando eficiências do processo e provocando medidas corretivas.

2011

As Cidades Somos Nós

O Secovi-SP, em parceria com o ITDP – Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento –,  lançou o concurso cultural “As Cidades Somos Nós”, que apresentou,  como resultado, propostas urbanísticas para a São Paulo de 2030.

2013

Apoio à Lei 12.846/2013 – Anticorrupção

Com o objetivo de orientar seus associados e representados sobre os cuidados, diretrizes e informações essenciais para que se preservem contra quaisquer práticas que alimentem a corrupção, o Secovi-SP criou o material que aborda ações a serem tomadas, a que órgãos responsáveis comunicar e quais as penas da lei, no caso do descumprimento ou omissão das exigências.

2014

Aprovada a norma de “Reformas em Edificações” da ABNT

O Secovi-SP participou de importante norma nacional, a qual disciplinou o mercado quanto à gestão de ações necessárias antes, durante e depois de reformas em edificações. Com isso, estabeleceram-se requisitos de controle de processos e projetos, execução e segurança.

2014

2014-1

Instituído o Dia da Gentileza Urbana em São Paulo

Por sugestão do Secovi-SP, a Lei Municipal 16.027/2014 determinou 19 de setembro como o Dia da Gentileza Urbana. Anualmente celebrada, a data objetiva inspirar ações voltadas a melhorias sociais , à oferta de espaços coletivos que estimulem a boa convivência e outras iniciativas que proporcionem relações harmoniosas. Todos esses aspectos fazem parte do programa Gentilezas Urbanas do Secovi-SP, criado para estimular cidadãos, empresas, instituições públicas e privadas a  fazer intervenções que aumentem a qualidade da vida urbana.

2015

2015-2

O Secovi-SP participa do Novo Plano Diretor e da nova Lei de Zoneamento

O Sindicato apresentou diversas propostas com vistas à melhoria do espaço urbano, com ocupação racional e sustentável, bem como garantir oferta de moradias condizente com a demanda da população.